Orações ao Anjo



Antes das aparições da Virgem Maria  em Fátima, no ano de 1917, as 3 crianças  três aparições em 1916  do Anjo da Paz (também conhecido conhecido como o Anjo custódio de Portugal). Lúcia divulgou estas aparições apenas em 1937 em um de seus textos.
Segundo Lúcia eles  foram surpreendidos por “uma luz mais branca que a neve” na forma de um jovem. Ele disse a elas: “Não temais. Sou o Anjo da Paz. Orai comigo”.
Em seguida ele  ajoelhou-se e curvou-se até ao chão,  pronunciou por três vezes a primeira oração.
Ele voltou a  aparecer aos pastorinhos por uma segunda vez.
Na terceira vez em que apareceu as crianças se encontravam  em Valinhos, recitando a oração que o Anjo as havia ensinado na primeira aparição. Ele apareceu a elas novamente, trazendo na mão um cálice e sobre ele uma hóstia, da qual caíram, dentro do cálice, algumas gotas de sangue. Deixando o cálice e a hóstia suspensos no ar, prostrou-se por terra e repetiu três vezes a  segunda  oração.
Os pastorinhos o imitaram e passaram a recitar as duas orações ensinadas pelo Anjo da paz,
Orações ao Anjo

 Primeira oração

Meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo-Vos.
Peço-Vos perdão para os que não creem, não adoram, não esperam e não Vos amam.


Segunda oração

Santíssima Trindade, Pai, Filho, Espírito Santo,
adoro-Vos profundamente
e ofereço-Vos o preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo,
presente em todos os sacrários da terra,
em reparação dos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele mesmo é ofendido.
E pelos méritos infinitos do Seu Santíssimo Coração
e do Coração Imaculado de Maria,
peço-Vos a conversão dos pobres pecadores.



Inscreva-se em nosso canal e veja nossos vídeos